sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

[CURTAS] Produtores de DKC Tropical Freeze afirmam que não são influenciados pela concorrência

Kensuke Tanabe é produtor da Nintendo Software Planning & Development, enquanto Michael Kelbaugh é presidente da Retro Studios. O que eles tem em comum? Ambos trabalharam na produção de Donkey Kong Country Tropical Freeze e, inevitavelmente, são questionados sobre possíveis influências de outros jogos na criação do novo jogo para Wii U, como Rayman Legends, criado pela Ubisoft. Ambos negam serem influenciados, mas não deixam de elogiar o jogo da desenvolvedora francesa.

As afirmações - ou melhor, negações - de Tanabe e Kelbaugh ocorreram durante uma entrevista à Official Nintendo Magazine. Confira as declarações dos produtores abaixo:
Michael Kelbaugh: Honestamente falando, somos incrivelmente apaixonados por uma coisa, que é fazer um ótimo game para nossos fãs se divertirem. Nosso objetivo é fazer nossos fãs e consumidores felizes, surpreendê-los e satisfazê-los; nunca comparamos nossos esforços aos de outros. Quando acontece, nós comparamos e aprendemos de outros desenvolvedores Nintendo, como Miyamoto-san, de quem continuamos a aprender. No entanto, nós jogamos muitos games e somos fãs da série Rayman. O time da Ubisoft Montpellier realmente fez um grande trabalho!
Kensuke Tanabe: Como Michael disse, tentamos fazer o possível para que nossos games sejam melhores para os jogadores, ao invés do que poderíamos fazer comparado com outros games. Acreditamos que se fizermos um esforço para trazer o melhor de um game e isso fizer os jogadores felizes, então o resultado falará por si. É claro que nos preocupamos com o desempenho de nosso título, no sentido de satisfação dos jogadores, mas não em comparação com outros games.

Donkey Kong Country Tropical Freeze já está disponível na versão física nas lojas americanas e européias, assim como na versão digital na eShop do Wii U desses continente. O jogo foi lançado no Japão no dia 13.


Via Reino do Cogumelo.

Comentários
0 Comentários

0 comentários: