domingo, 26 de julho de 2015

[CURTAS - ATUALIZADO] Já Em Cartaz Nos Cinemas Brasileiros, "Pixels" Não Tem Agradado a Crítica Especializada

Boa noite, pessoal, tudo bem?
Quem, assim como eu, está ansioso para assistir Pixels, saiba que ele entrou hoje em cartaz nos cinemas de todo o Brasil!
O longa-metragem da Sony Pictures dirigido por Chris Columbus, e estrelado por grandes nomes da comédia cinematográfica, como Adam Sendler e Kevin James, que lutam contra figuras dos Arcades da década de 80 para salvar a Terra de alienígenas oportunistas, pode ter surpreendido os gamers em geral com os trailers já divulgados, mas o mesmo não aconteceu com os críticos do mundo do cinema que assistiram ao filme na íntegra.


Pixels apresenta, atualmente, uma média de 26 pontos no Metacritic, baseado em 26 críticas, das quais uma é positiva, oito são medianas, e dezessete são negativas. No Rotten Tomatoes, a obra possui, até o momento, apenas 18% de aprovação.
Muitas dessas críticas falam que, apesar de Pixels realmente parecer interessante, a participação de Adam Sandler não é das melhores, e acaba por estragar a produção.
Apesar disso tudo, ainda pretendo conferir-lo e tirar minhas próprias conclusões. E você, caro(a) leitor(a)? Se teve essa oportunidade, compartilhe conosco sua opinião nos comentários.
Até mais!


Via A Casa do Cogumelo.


Olá pessoal, Raphael invadindo aqui, a pedido do próprio Diddy Kong para dar minha análise sobre o filme Pixels e as diversas críticas exageradamente negativas. Assisti o filme na última sexta-feira (24), e gostei bastante, o filme é muito divertido e com ótimos efeitos especiais. Não sou fã do ator Adam Sandler, mas até que gostei de sua atuação, talvez outro ator não conseguisse levar o papel até o fim da mesma maneira que Sandler fez.
Na minha opinião, essas reações negativas são de quem não entendeu o filme, e também de quem não dá o verdadeiro valor que os jogos clássicos merecem. Tenho certeza que se, em vez de Pac-man, Donkey Kong, entre outros clássicos, estivessem presentes personagens de jogos atuais, a suposta "crítica especializada" trataria o filme como se fosse digno do Oscar. Até o recém-falecido Satoru Iwata foi vítima de críticas de quem não entendeu o filme. Talvez pelo fato do encanador Mario não estar presente, sem perceberem que a primeira aparição de Mario foi justamente no arcade Donkey Kong, onde ainda se chamava Jumpman. Vejam a que ponto chegou o fanatismo de algumas pessoas, capaz de atacar até mesmo uma pessoa que já não está mais entre nós para se defender. Lamentável... Talvez estas pessoas não sejam verdadeiros gamers.
A impressão que tenho é que, nos dias atuais, um jogo só é considerado bom se tiver zumbis, armas e muita violência, além de gráficos dignos de cinema, e as pessoas acreditam que um filme baseado em jogos de videogame teria que seguir essa linha, e como isso não aconteceu, já criam um pré-conceito de que o filme é um lixo. Não é nem preciso lembrar que é graças a esses mesmos jogos antigos, simples e pixelados mostrados no filme, que hoje você tem seu XBox 360 / One, seu Wii / Wii U, seu PS3 / 4. Estes jogos podem ter ficado ultrapassados, mas possuem seu lugar na história e merecem respeito. Se não fosse por eles, talvez o mercado de games tivesse afundado no infame crash de 1984, ou então teria acabado junto com as lojas de fliperama.
Enfim, está é minha opinião. Se você concorda ou discorda e quer mostrar seu ponto de vista, sinta-se livre para comentar.

Comentários
0 Comentários

0 comentários: