[CORRENTE DOS SETE JOGOS] Episódio 10

No episódio de hoje (12), vamos conhecer as preferências do leitor nishi22 no mundo dos games

Nintendo apresentará o Switch ao vivo no dia 12 de janeiro

Evento especial ocorrerá no Japão e será transmitido online pela Big N

[CORRENTE DOS SETE JOGOS] Episódio 9

No segundo episódio em sequência, confira as respostas do leitor Victor

Conheça o Nintendo Switch, o mais novo console da Nintendo

Em trailer, Big N finalmente acaba com o mistério em torno do NX. Console chegará às lojas em março de 2017

[CORRENTE DOS SETE JOGOS] Episódio 8

Após uma semana de atraso, vamos conhecer as preferências do leitor Fabrício no mundo dos games

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

[CURIOSIDADES] Diddy Kong Racing Adventure é Um Projeto Rejeitado Para Nintendo GameCube

Oi, pessoal, tudo bem?
Diddy Kong Racing, sucesso de Nintendo 64, criado pela Rare, que, segundo um rumor não muito forte, ganhará uma continuação, Diddy Kong Racing 2, para o Switch (anteriormente conhecido como "NX"), quase foi continuado no GameCube pela desenvolvedora Climax Studios, ao que indica uma pesquisa feita pelo site PtoPOnline, cujo principal objetivo é preservar a história dos videogames com a divulgação de protótipos raros e nunca lançados de games, para não deixar que sejam ignorados ou esquecidos.

O PtoPOnline descobriu que a Climax Studios propôs à Nintendo um projeto de um game denominado Diddy Kong Racing Adventure, para GameCube, e chegou a criar uma caprichada demo do título, por volta de 2004, para tentar convencer a Big N de aceitar a proposta. Tal demo pode ser vista no vídeo a seguir (publicado pelo site investigador em seu canal do YouTube), que traz Diddy Kong montado em um rinoceronte, explorando uma local de Donkey Kong Island:


Informações e documentos encontrados pelo PtoPOnline sugerem que a história de Diddy Kong Racing Adventure seria esta: Diddy Kong visitava a Timber Island (local onde se passa a primeira aventura da série de corrida), quando membros da Clã Kong  foram sequestrados pelo malévolo porco Wizpig, que se uniu com os Kremlings para se vingar do macaquinho de chapéu (que o derrotou em Diddy Kong Racing) e pretende construir uma pista de corrida em DK Island; ciente do ocorrido, Diddy volta a se juntar a sua turma de pilotos para derrotar Wizpig mais uma vez e impedir seu plano.

No modo Adventure do título, que se passaria completamente em Donkey Kong Island, haveriam dezesseis vilas para explorar (cada qual com três pistas de corridas diferentes), entre elas algumas que já tinham até um nome provisório: Kong Family Village, Funky Kong Resort (a da arte conceitual ao lado), Icy Peaks, Pirate Lagoon, The Rainforest, Kremling Construction Camp, Krem Ko. Industries, e Krunch's Den. Tais pistas teriam um modo em "preto e branco" e mudanças entre dia e noite e de clima, e conteriam frutas espalhadas que permitiriam aos pilotos fazerem diferentes tipos de ataques. O game colocaria um total de 14 personagens à disposição do jogador, todos capazes de executar um ataque especial ao coletar uma fruta de cor mais escura durante a corrida. Veja abaixo a lista não finalizada de personagens:

• Diddy Kong: ataca oponentes com faces de gorilas gigantes;
• Tiptup: ataca oponentes com anéis giratórios de cascos de tartaruga;
• Timber: ataca com uma onda sônica capaz de diminuir a velocidade dos oponentes;
• Krunch: ataca usando seu maxilar para perseguir os oponentes;
• Conker: ataca com nozes explosivas;
• Dark Diddy Kong: ?
• Dark Pipsy: ataca com pedaços de queijo que desaceleram ou tiram o controle dos veículos oponentes;
• Dark Bumper: ataca com mini tornados.

* Donkey Kong seria desbloqueado após se vencer todas as corridas do game, e também foi considerada a inclusão dos personagens Dixie Kong, Lanky Kong, Banjo e Mumbo Jumbo


Diddy Kong Racing Adventure permitiria ao jogador pilotar jet-skis, aeroplanos, quadriciclos, bugues, e hovercrafts - seleção de veículos mais extensa que a de Diddy Kong Racing! Daria para variar a posição do personagem em cima de seu veículo movimentando a alavanca "C" do controle do GameCube, e existia a intenção de tornar possível alternância de veículos durante as corridas, e a customização de veículos para então conseguir alcançar novas áreas de DK Island com ele, algo semelhante ao que pode-se fazer em DKC3.

O jogo contaria também com multiplayer para até quatro jogadores, e modos Time Trials, Knockout Cup (eliminação do último colocado de cada volta), Elimination (competição focada em destruição), Show-off (com desafios de habilidade), e Fruit Bowl (jogador deve coletar determinadas frutas). Só seria possível batalhar contra um Boss após derrotá-lo em uma "corrida de aquecimento" ou coletar um item especial.

Gostaria que Diddy Kong Racing Adventure tivesse sido lançado, leitor(a)? Ainda é incerto o que levou a Big N a rejeitá-lo. A narração em inglês das informações a respeito do game trazidas nesta matéria pode ser encontrada aqui.
Até mais!
                                                                                 

[CURTAS] Nintendo oferece recompensa para quem ajudar a combater bugs nos sistemas 3DS

Não é novidade nenhuma que o avanço da tecnologia é uma faca de dois gumes: ao mesmo tempo em que é usada para melhorar a vida das pessoas, também pode ser usada para propósitos ilegais, tal como a pirataria e programas que podem danificar seu aparelho. Sabendo disso, e sendo uma das maiores vítimas desta prática, a Nintendo lançou um programa intitulado Bug Bounty Program, destinado a combater falhas de segurança que envolvem os sistemas da família Nintendo 3DS.

O programa contará com a ajuda voluntária de hackers de boa índole, que buscarão toda e qualquer vulnerabilidade que pode afetar os portáteis, de modo que, posteriormente, a Nintendo lance uma atualização que corrija tais erros. Para incentivar, a Big N irá recompensar os esforços destes hackers, com valores que podem variar entre US$100 e US$20 mil (R$339 e R$67,848), dependendo da veracidade e da gravidade do erro encontrado. O site do programa, em inglês, pode ser acessado aqui.


Via Reino do Cogumelo.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

[CURTAS] Nintendo explica porque escolheu "Switch" para nomear seu novo console

Durante um ano e meio, o mundo dos games se perguntava o que seria o NX, codinome do mais novo console da Nintendo, e o que ele seria capaz de fazer. Em outubro, a Big N revelou o Switch, respondendo parte das perguntas, e levantando muitas outras, como por exemplo, o que levou a empresa a escolher "Switch" para nomear seu novo console? A revista japonesa Nintendo Dreams tem a resposta.

A publicação nipônica foi direto à fonte e perguntou os motivos da Nintendo para escolher este nome. A palavra "switch" é traduzida como "interruptor", mas pode ser usada como verbo no sentido de "mudar" ou "trocar". Foi exatamente neste sentido que a Nintendo nomeou seu console como Switch. Confira a declaração abaixo:
Decidimos que este nome se encaixava melhor em nosso produto por duas razões. Ele representa uma das características que definem o Switch, a capacidade de "mudar" entre a tela da TV e a tela do Switch de forma perfeitamente fluida, enquanto incorpora a ideia de ser uma "mudança" que vai transformar, e mudar a maneira com a qual as pessoas experienciam o entretenimento em suas vidas diárias.

O trailer que revelou o Switch foi marcante para os mais ansiosos, mas também levantou dúvidas sobre o público-alvo e o objetivo do console. A Nintendo Dreams questionou a Big N sobre isso e obteve a seguinte resposta:
Queríamos mostrar às pessoas o quão prazerosa é a diferença que ele vai trazer ao seu entretenimento, fazendo com que elas vissem e ouvissem por si mesmas o que ele pode fazer de uma maneira facilmente digerível. Ele permite às pessoas desfrutar de uma experiência de console doméstico não apenas na frente da TV, mas em salas onde não há TV, ou em ambientes externos. E devido aos controles serem destacáveis do corpo principal do console, cada uma de suas formas oferece diferentes experiências de jogabilidade para as pessoas se divertirem.

O Switch tem lançamento previsto para março de 2017. Mas a partir do dia 12 de janeiro, as divisões japonesa, americana, francesa e australiana da Nintendo irão promover eventos para apresentar o console ao público e esclarecer todas as dúvidas sobre o aparelho.


Via Reino do Cogumelo.

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

[GAMES] Eventos De Imprensa Para Teste Do Switch São Confirmados Para Paris e Austrália

Oi, pessoal, tudo bem?
A imprensa internacional de games terá mais duas oportunidades de testar o Switch em janeiro de 2017, além das que serão dadas pelos eventos Nintendo Switch Presentation 2017 (que acontecerá no dia 12, no Japão) e o que ocorrerá na cidade de Nova York no dia 13 do mês que vem e será aberto ao público: a Big N está enviando um e-mail (o qual você confere abaixo) à imprensa, informando que também no dia 13 de janeiro, um evento similar aos japonês e estadunidense será realizado em Paris, a capital da França; e a Nintendo australiana lançou um comunicado confirmando a realização de um evento do Switch na Austrália para o dia 14 do próximo mês.

(Clique para aumentar)

A gigante de Kyoto ainda não revelou se os eventos francês e australiano permitirão a entrada apenas de membros da imprensa, mas deve o fazer em breve.
Até mais!
                                                                                 
Via Reino do Cogumelo

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

[GAMES] Donkey Kong Jungle Beat (Wii) Já Está Disponível Na eShop Europeia Do Wii U

Oi, pessoal, tudo bem?
Relançado para a eShop americana do Wii U no começo do mês passado, New Play Control! Donkey Kong Jungle Beat, título produzido para aproveitar os sensores de movimento do Wii Remote e Nunchuk, e que foi lançado originalmente para o Wii em 2009, está desde a última sexta-feira, 2, disponível também no Virtual Console europeu do console da Nintendo da oitava geração, custando €19,99 / £17,99.

Este remake de Donkey Kong Jungle Beat (GameCube) conta com níveis reformulados, novos inimigos e um número maior de modos de jogo. Você que é fã do gorilão engravatado e se diverte com a jogabilidade por movimento introduzida pelos controles do Wii, deve gostar bastante de New Play Control! Donkey Kong Jungle Beat. Assista a seguir ao trailer original que promovia o game há sete anos:



Até mais!
                                                                                 

domingo, 4 de dezembro de 2016

[GAMES] Pokémon Sun & Moon segue dominando as atenções no Japão; 3DS lidera e Wii U é 4º

A febre por encontrar monstrinhos novos ou criaturas clássicas repaginadas ao clima de Alola segue dominando as atenções dos japoneses. Segundo o mais novo ranking de vendas nipônico, a dupla Pokémon Sun & Moon, embora tenha diminuído o ritmo da estreia, ainda atropelou a concorrência. O esperado sucesso dos novos jogos da franquia Pokémon ajudou o Nintendo 3DS a manter uma boa vantagem na liderança do ranking. Enquanto isso, na iminência de ser descontinuado, o Wii U teve um ligeiro aumento de vendas, mas ainda permanece na quarta posição.

Tentando recuperar o espaço perdido, a Sony segue investindo em novos lançamentos, que dominaram a parte superior do ranking, mas não chegaram nem perto de ameaçar o líder. A Nintendo lançou uma nova versão de um de seus maiores sucessos, Animal Crossing: New Leaf - Welcome amiibo, que estreou na modesta quinta posição. Na disputa semanal, graças a seus constantes lançamentos, a Sony se saiu melhor: foram 12 títulos contra oito da Big N (sete para 3DS e apenas um para Wii U).

Confira os 20 jogos mais vendidos no Japão, na semana entre os dias 21 e 27 de novembro:

  1. Pokémon Sun & Moon (3DS) – 375.665 / 1.966.294
  2. SD Gundam G Generation Genesis (PSVita) – 88.324 / NOVO
  3. SD Gundam G Generation Genesis (PS4) – 87.568 / NOVO
  4. Sengoku Musou Sanada Maru (PS4) – 26.682 / NOVO
  5. Animal Crossing: New Leaf – Welcome amiibo (3DS) – 16.916 / NOVO
  6. Sengoku Musou Sanada Maru (PSVita) – 13.049 / NOVO
  7. Sengoku Musou Sanada Maru (PS3) – 11.040 / NOVO
  8. Aikatsu Stars! My Special Appeal (3DS) – 10.087 / NOVO
  9. Code: Realize Shukufuku no Mirai (PSVita) – 8.250 / NOVO
  10. Monster Hunter Frontier Z Beginner’s Package (PS4) – 7.341 / NOVO
  11. RPG Maker Fes (3DS) – 7.135 / NOVO
  12. Call of Duty: Infinite Warfare (PS4) – 6.506 / 149.460
  13. Mario Party: Star Rush (3DS) – 6.328 / 70.225
  14. Pokémon Sun & Moon Double Pack (3DS) – 6.113 / 157.492
  15. Battlefield 1 (PS4) – 5.641 / 209.504
  16. Minecraft: PlayStation Vita Edition (PSVita) – 5.628 / 925.955
  17. Minecraft: Wii U Edition (Wii U) – 5.394 / 182.219
  18. The Elder Scrolls V: Skyrim Special Edition (PS4) – 5.223 / 40.140
  19. Fate / Extella (PSVita) – 3.929 / 86.224
  20. Beyblade Burst (3DS) – 3.845 / 25.972

Agora, os consoles mais vendidos no mesmo período:

  1. 3DS - 71.312 / 21.592.279
  2. PS4 - 42.102 / 3.626.673
  3. PSVita - 12.240 / 5.281.741
  4. Wii U - 3.493 / 3.287.803
  5. Xbox One - 778 / 71.159
  6. PS3 - 623 / 10.445.050


Via Reino do Cogumelo.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

[GAMES] Nintendo of America anuncia data de apresentação do Switch nos Estados Unidos

Dia 13 de janeiro, anote bem esta data. Será no dia seguinte ao evento japonês que o público norte-americano será apresentado ao Switch. A informação veio da Nintendo of America, que também confirmou que as pessoas poderão testar o novo console da empresa, no evento que acontecerá na cidade de Nova York, com cinco horas de duração.

A ocasião será única, uma vez que o evento que acontecerá no centro de convenções Tokyo Big Sight não será aberto ao público; a transmissão será feita online pela Nintendo e focará nos detalhes mais técnicos do console. Portanto, os americanos e todos os turistas que estiverem em Nova York serão as primeiras pessoas a porem as mãos no Switch e ver como o aparelho funciona. A Nintendo of America aproveitará a ocasião para eliminar qualquer dúvida que os consumidores ainda podem ter em relação ao console, que será lançado em março de 2017.


Via Reino do Cogumelo.