sábado, 4 de fevereiro de 2017

[CURTAS] Nintendo promete campanha intensa do Switch na América neste ano e em 2018

A Nintendo parece bem disposta a não repetir com o Switch os mesmos erros que levaram o Wii U a um fim prematuro. Querendo fazer com que o Switch caia nas graças dos jogadores, a Big N está preparando uma intensa campanha de marketing para promover o console, o que incluiu até um comercial no Super Bowl LI, mais importante evento esportivo dos Estados Unidos, e um dos mais assistidos em todo o mundo. E segundo o gerente de marketing da Nintendo of America, Nick Chavez, os esforços da empresa se estenderão, no mínimo, até 2018.

Em entrevista à revista Time, Chavez apelou para a nostalgia daqueles que hoje já são pais de família, mas que no início dos anos 1990 se divertiam jogando o primeiro The Legend of Zelda - cujo mais novo título, Breath of the Wild, protagonizará o comercial do Super Bowl:
Pense em pais de 40-45 anos que realmente têm doces memórias de ter crescido jogando Zelda, sentado lá assistindo ao Super Bowl com sua criança de 10-12 anos que talvez não tenha experimentado Zelda ainda.

Nós ouvimos de gamers dos Estados Unidos que eles estão tremendamente empolgados em relação à proposta do Switch, e que mal podem esperar para experimentar o poder de um console doméstico de forma portátil em suas próprias casas. Não apenas dentro da casa e fora, mas se movimentando de cômodo em cômodo.

Chavez destacou o empenho da Nintendo em promover o Switch, em campanhas que podem durar até quinze meses, isso sem contar os planos da Big N para 2018, o que nos leva a crer que ninguém terá grandes dúvidas sobre o que o console será capaz de fazer:
Esta não é apenas uma campanha de lançamento que dura de seis a oito semanas. Esta é realmente uma campanha de quinze meses para nós, sem contar nossos planos para 2018. Você nos verá tocando em diversos pontos, incluindo execuções de 30 a 60 segundos nas próximas semanas que enfatizam a proposta completa, e que englobam múltiplas demografias, incluindo crianças, adolescentes, jovens adultos, pais, gamers ativos, gamers casuais e daí por diante.


Via Reino do Cogumelo.

Comentários
0 Comentários

0 comentários: