domingo, 19 de fevereiro de 2017

[CURIOSIDADES] Unidades Do Switch São Roubadas e Vídeo De Unboxing Do Console é Publicado No YouTube

Boa noite, pessoal, tudo bem?
Há três dias, um usuário do NeoGAF conhecido como hiphoptherobot publicou na internet, em parceria com o canal FloKO do YouTube, um vídeo de unboxing do Nintendo Switch, que você pode conferir clicando aqui, no qual são mostrados até mesmo alguns menus do console!
Primeiramente, hiphoptherobot informou que o aparelho lhe fora enviado acidentalmente pela loja em que fez a pré-compra do mesmo (lembrando que o lançamento do Switch está previsto para o dia 3 de março de 2017). Contudo, ontem, ele escreveu em uma conversa que a Nintendo tomou seu aparelho, e que não receberia de volta o dinheiro que gastou para obtê-lo, o que fez a "história" ganhar um ar de mistério; depois, respondendo outro usuário do NeoGAF, sugeriu que, na verdade, quem levou seu Switch embora foi um grupo de terceiros representando a Big N; e por último, deu uma segunda versão de como conseguiu o Switch antes da hora: o console foi comprado de um conhecido, e nenhum dos dois sabiam que o dispositivo havia "desaparecido" da linha de produção.

Para esclarecer a situação, a Nintendo lançou a seguinte nota:

"No começo desta semana, indivíduos afirmaram terem comprado um número de unidades do Nintendo Switch prematuramente de uma loja não especificada. A Nintendo determinou que essas unidades foram roubadas em um incidente isolado por empregados de uma distribuidora dos EUA, com um dos consoles sendo vendido ilegalmente depois. Os indivíduos foram identificados, demitidos dos seus locais de trabalho e estão sob investigação por autoridades locais responsáveis pela aplicação da lei."

Ou seja, a unidade do Switch que hiphoptherobot recebeu antecipadamente havia sido roubada por, até então, empregados de uma distribuidora norte-americana, que agora estão desempregados e passando por investigação. Segundo usuários do Reddit, ele teria tentando ainda revender o videogame.
O que acha disso tudo, leitor(a)?
Até mais!
                                                                                 

Comentários
0 Comentários

0 comentários: