segunda-feira, 24 de outubro de 2016

[GAMES] Analistas se perguntam sobre o verdadeiro público-alvo do Switch e o que o console pode oferecer

O Nintendo Switch já é uma realidade, embora só chegue nas lojas em algum momento do mês de março de 2017. A revelação do então NX respondeu boa parte das perguntas em torno do console, porém, acabou deixando outras sem resposta. O site Games Industry International conversou com alguns analistas do mercado sobre o Switch, sua viabilidade para a Nintendo e o público-alvo do console.

Para Piers Harding-Rolls, chefe do departamento de jogos da IHS, a Nintendo precisa tomar cuidado com o que apresenta sobre o Switch, de modo que o console não fique abaixo das expectativas pelo grande número de funções. Além disso, o trailer do Switch seria uma tentativa de defesa frente ao grande número de dispositivos móveis:
O trailer do Nintendo Switch revelou um posicionamento de produto que tenta se defender contra o aumento robusto de oportunidades nos mercados de smartphones e tablets ainda mantendo um apelo a jogadores tradicionais que procuram por uma solução para a tela grande em casa.

Ainda segundo o analista, a Nintendo precisa garantir o apoio de desenvolvedoras third-parties para suprir o Switch com jogos que atraiam os jovens adultos, que constantemente aparecem no trailer do console. Já David Cole, da DFC Intelligence, diz que "eles (Nintendo) precisam de uma mensagem mais direta. Atualmente estou preocupado que eles estejam oferecendo somente outro tablet com controles".

Analista da SuperDataJoost Van Dreuner acredita que a Nintendo precisa definir melhor sua audiência:
Tenho minhas reservar quando ao foco de sua audiência. O Switch provavelmente vai ser mais popular entre os jovens: sua funcionalidade é especialmente voltada a pré-adolescentes e adolescentes. Enquanto o dispositivo parece menos com um brinquedo do que o acostumamos a receber da Nintendo, ele oferece multiplayer local e a habilidade de várias pessoas jogarem usando um único console que se focam no público tradicional da Nintendo.

Van Dreuner também especula sobre o que o Switch deve oferecer no lançamento. Para o analista, o ideal é que o console chegue às lojas em um bundle com o novíssimo The Legend of Zelda: Breath of the Wild ou com algum título Mario Kart por menos de US$300, para ter uma boa base inicial de fãs. Qualquer coisa acima disso "mataria" o console.

Já o Dr. Serkan Toto, especialista no mercado de dispositivos móveis da Ásia, não está tão empolgado com o Switch. Para ele, apenas os jogadores mais hardcore comprarão o console:
Sinto muito, mas uma posição portátil / console de mesa é assim tão inovadora em 2016? Estou preocupado com o grupo alvo do dispositivo: quem mais além dos fãs hardcore vai comprar o Switch? Ele não tem uma característica matadora e eu sinto que vai ser muito difícil a Nintendo conquistar os fãs casuais que estão no universo mobile agora.

O analista mais polêmico dos últimos tempos também palpitou sobre o Switch, mais especificamente, sobre os preços do console. Para Michael Pachter, o que deveria definir o preço de lançamento do Switch são suas especificações: se forem próximas do que o Playstation 4 oferece, os valores devem ser entre US$249 e US$299; se forem abaixo disso, os valores terão que ser menores também:
Se eles estiverem próximos do PS4, eles estão tornando o port de jogos mais fácil para os desenvolvedores (e mais barato), e acredito que eles vão ter bastante suporte third-party. Se as especificações são mais fracas, os ports vão ser custosos e mais difíceis de ocorrer. Então minha "previsão" é que as especificações e o preço vão ser similares ao PS4, o Switch vai ter muito suporte third-party e vai ser muito bem-sucedido. Se elas forem mais fracas ou se o preço for muito alto, as vendas vão sofrer pela falta de suporte ou por causa de um preço pouco competitivo.


Via Tecmundo Games.

Comentários
0 Comentários

0 comentários: