segunda-feira, 1 de agosto de 2016

[CURTAS] Reggie Admite Que Marketing Ineficiente Prejudicou o Wii U

Oi, pessoal, tudo bem?
Durante a E3 2016, o presidente da Nintendo of America, Reggie Fils-Aime, concedeu uma entrevista, ao site espanhol La Tercera, na qual mostrou-se ciente de que um dos principais fatores para o fracasso comercial do Wii U foi o marketing ineficiente da Nintendo, algo que ficou óbvio quando mesmo depois de o aparelho completar um ano de mercado, ainda havia quem o confundisse com o Wii.
De acordo com Reggie, a Big N não conseguiu mostrar com clareza o diferencial de seu console da oitava geração, e a baixa quantidade de lançamentos para o mesmo no início de sua vida, também contribuiu para que ainda hoje não tenha alcançado um expressivo número total de vendas. Confira a declaração do executivo:

Quando lançamos o Wii U, nós perdemos a oportunidade de explicar claramente o conceito, mostrar suas capacidades e o que os usuários poderiam fazer. E isso nos prejudicou. As vendas também foram prejudicadas, durante o início de sua vida útil, pela falta de games. E embora tenhamos vendido 13 milhões de consoles contra 20 e 40 milhões dos concorrentes (Microsoft e Sony, respetivamente), o que mais nos alegra é que o Wii U tem os games com as melhores avaliações e notas de fãs.

Falando sobre o NX, Reggie expressou o desejo da Nintendo de com seu próximo console não atrair apenas sua fiel base de fãs, mas também consumidores que estão bem distantes disso. Veja:

Eu não acho que perdemos a confiança de nossa base de fãs. Nossa oportunidade é criar plataformas com grande conteúdo, que vá muito além de fãs e traga novos jogadores para sistemas competitivos; games como Mario,Zelda, ou Smash Bros. sempre serão jogados por fãs, mas há um consumidor que ainda está esperando para fazer o salto, e foi nesta área que o Wii conseguiu sucesso, assim como o 3DS, porque almejaram mais do que fãs da Nintendo.

Até mais!
                                                                                 
Via Reino do Cogumelo

Comentários
0 Comentários

0 comentários: