domingo, 1 de fevereiro de 2015

[CURTAS] Gráficos Mostram o Aumento Dos Lucros Obtidos Pela Nintendo Na Área Digital Nos Últimos Anos

Oi pessoal, tudo bem?
Está claro que a Nintendo vem aprimorando a loja online de seus consoles a cada geração que passa! Assim sendo, Nintendistas estão cada vez mais preferindo comprar a versão digital de um novo game, ou então games que só podem ser comprados desta forma, e, para comprovar isso, o site Gamasutra fez uma pesquisa e divulgou dois gráficos que retratam o aumento do lucro obtido pela Big N com a venda de conteúdo digital (Jogos/aplicativos) nos últimos anos.
A gigante dos games ingressou nesta mídia desde que foi lançado o Wii em 2006, quando criou a marca Virtual Console, a qual usava para disponibilizar aos jogadores do console da sétima geração a versão digital de clássicos de suas plataformas passadas. Depois veio o WiiWare em 2008, a loja online do Wii, que continha jogos digitais inéditos, disponíveis por um preço bem acessível.
Com a chegada do 3DS e do Wii U, tivemos a esteia da grandiosa Nintendo eShop e da Nintendo Network, que reúne o Virtual Console com títulos inéditos e a versão digital de todos os jogos lançados fisicamente para os atuais consoles da empresa nipônica.
Abaixo estão os dois gráficos divulgados pelo Gamasutra! No primeiro, vemos o número dos lucros digitais representados em bilhões de ienes; no segundo, é revelado qual foi a participação dos lucros digitais nos lucros totais obtidos com vendas de softwares pela Nintendo nos últimos sete anos.


































Atualmente é possível até mesmo comprar títulos de 3DS e Wii U digitalmente pelo site oficial da Nintendo, estando vinculado a uma conta da Nintendo Network. Com toda essa acessibilidade aumentando, esses números apresentados nos gráficos só tendem a crescer. Qual mídia preferem para comprar games, leitores? Eu particularmente prefiro a física, mas estou aos poucos migrando para a digital.
Até mais!
                                                                                 

Comentários
0 Comentários

0 comentários: