sábado, 9 de julho de 2016

[CURTAS] Kimishima assume responsabilidade pelo fraco desempenho do Wii U na América

Quase quatro anos atrás, o Wii U chegava às lojas. A expectativa era grande, uma vez que seu antecessor, o Wii, foi um sucesso, com vendas acima das 100 milhões de unidades. Porém o que veio a seguir, todo mundo já sabe: uma fraca campanha da Nintendo aliada à falta de interesse das desenvolvedoras third-parties transformou o Wii U em um dos maiores fracassos da empresa - na possibilidade de ser substituído pelo NX, o console vendeu apenas 15 milhões de unidades em todo o mundo. Diretor de vendas da Nintendo of America na época, o presidente da Big N, Tatsumi Kimishima, reconhece os erros que a empresa cometeu e assumiu a responsabilidade pela fraca campanha do Wii U nos Estados Unidos.

No 76º Encontro Anual da Nintendo com seus acionistas, Kimishima aproveitou para desmentir uma nota do jornal japonês Nikkei, afirmando que nunca deu declarações pessimistas a respeito do Wii U, mas sim que a Nintendo teria que apresentar o Wii U de tal forma a convencer os consumidores de que o aparelho não era apenas um acessório do Wii, o que a empresa não fez e também prejudicou o desempenho do console.

Kimishima também disse que, na época do lançamento do Wii U, o clima era de animação da Nintendo - havia quem afirmava que o Wii U também venderia mais de 100 milhões de unidades. O executivo terminou suas declarações assumindo a responsabilidade pelas baixas vendas do console no mercado que estava sob seu comando, os Estados Unidos. Confira:
Primeiramente eu gostaria de esclarecer meus supostos comentários sobre o Wii U. Não quero arranjar desculpas, mas na época do lançamento do Wii U, eu era responsável pela nossa base de vendas nos Estados Unidos, e nunca fiz comentários pessimistas.

Em um encontro de vendas interno, alguém projetou que venderíamos perto de 100 milhões de sistemas Wii U no mundo todo. O pensamento era de que se o Wii vendeu bem, o Wii U seguiria o mesmo caminho. Eu disse que, uma vez que o Wii vendeu tanto, precisávamos explicar claramente a atração do Wii U para superar isso e vender o novo sistema, e essa não seria uma tarefa fácil.

Eu fui responsável por vender o Wii U, e eu sabia o que havia de bom nele, então falei às pessoas encarregadas das vendas sobre a importância de transmitir a atratividade do Wii U aos consumidores. Eu suponho que parte desta comunicação acabou sendo repassada em um tom negativo.


Via Reino do Cogumelo.

Comentários
0 Comentários

0 comentários: